Filho de Leonardo, Zé Felipe gasta R$9 mil a cada dois meses com medicação com doença incurável

Há dez dias, Zé Felipe pegou muita gente de surpresa ao revelar no palco do “Domingão do Faustão” ser portador de uma doença crônica e incurável. O cantor, filho do sertanejo Leonardo, sofre de espondilite anquisolante, uma inflamação que afeta os ossos da cabeça, tórax e coluna, além as articulações dos joelhos e dos quadris. O tratamento não é tão complexo, mas é muito caro.

Zé Felipe terá que desembolsar a cada dois meses R$ 9 mil pelas injeções que deve tomar para controlar a progressão da doença. Por no mínimo dois anos. Cada caixa do medicamento vem com duas seringas.

A espondilite foi descoberta após Zé Felipe procurar um reumatologista em outubro deste ano. Mas as dores que o deixavam praticamente na cama começaram há três meses. “Eu estava sentindo umas dores aí nas costas, no pé, no joelho, desde julho, e eu fiquei uns três meses sentindo essa dor, indo ao médico e eu não sabia o que que era”, contou ele aos seguidores no Instagram:

“Eu acho que a gente tem que reclamar muito menos das coisas, agradecer a Deus, eu estou agradecido por ter condições de fazer o tratamento e cuidar disso aí. E eu acho que a gente tem que reclamar menos e agradecer mais. Se tiver qualquer probleminha aí, agradeça a Deus, porque tem muita gente pior que você”.

A doença é mais comum em homens entre 20 e 40 anos. O mais importante, observa Farias, é que o tratamento seja iniciado o quanto antes. “Se demora muito para tratar, vai estragando a articulação. Se você deixa estragar demais, tem artrose, um desgaste na junta que não tem volta.” O SUS (Sistema Único de Saúde) oferece tratamento gratuito para essas e outras doenças reumáticas, com medicamentos e terapia física.