Essa mãe deixou uma luva sobre o seu bebê prematuro. No dia seguinte, as enfermeiras ficaram chocadas com o que viram

O fato ocorreu no Texas onde uma mãezinha teve um bebê prematuro devido a complicações na hora do parto. Devido a isso seu bebê precisou nascer 12 semanas antes do esperado.

Em 2001, Yamile Jackson estava animada esperando a chegada de seu primeiro filho. A princípio, sua gravidez estava correndo bem, mas no sexto mês, Yamile desenvolveu um caso sério de pré-eclâmpsia (uma condição perigosa que causa pressão alta, entre outras coisas).

Uma mulher no Texas teve um bebê prematuro, devido a pré-eclâmpsia grave, pressão alta e vários outros problemas que complicam sua gravidez. Por esta razão, seu bebê chegou a esse mundo mais cedo do que o esperado, exatamente 12 semanas antes, apesar disso tudo aconteceu da melhor maneira. Por ser prematuro, o bebê nasceu com peso aproximadamente 1kg e teve que ficar na unidade de cuidados pré-natais por mais de 140 dias.

Durante todo o dia, sua mãe cuidava dele, dando-lhe o calor necessário, mas, ela não queria deixar o bebê à noite, no entanto, por causa da política do hospital era totalmente proibido que alguém ficasse na unidade de tratamento pré-natal, até mesmo a própria mãe.

Esta mãe é doutora em ergonomia e fatores humanos e pensou dia e noite como fazer com que seu filho a sentisse mesmo na sua ausência, então foi aí que surgiu a idéia brilhante, essa idéia era preencher uma luva com sementes para deixá-la em junto ao seu bebê á noite, ela abraçava essa luva durante o dia para que ela fosse impregnada com o cheiro dela.

Essa ideia fez com que a mãe pensasse que, se de fato desce certo para ela, poderia dar certo com outras famílias, por isso decidiu fazer mais luvas cheias de sementes, essas luvas foram doadas para o hospital, prometendo uma melhoria no projeto para ajudar os bebês prematuros.

Este era um preâmbulo do que estava por vir, essa mulher fundou a empresa Natured By Design, uma organização que recebeu uma ampla bolsa do trabalho da Opra Winfrey, que regularmente apoia causas deste tipo.

A luva não é apenas confortável para imitar o toque dos pais, mas ajuda na auto-regulação da respiração, a luva foi batizada como Zaky, e isso ajuda bebês a combater episódios de falta de oxigenação. Este gesto simples ajuda a acalmar os pais que devem deixar seus bebês sem a presença deles, e o bebê, por sua vez, vai se sentir acompanhado.

Além de deixar as luvas junto ao bebê no hospital, muitas mães costumam fazer o mesmo quando o bebê já está em casa dormindo. O calor que a luva proporciona os deixam mais calmos.

E você, o que achou dessa ideia pra lá de criativa dessa mamãe? Sem sombras de dúvidas, vai ajudar muitas outras mães, não é mesmo? Comente aqui o que achou disso tudo e não se esqueça de compartilhar a matéria em suas redes sociais!