Esposa de Michael Schumacher quebra o silêncio e se pronuncia na véspera de seu aniversário

Na véspera do aniversário de Michael Schumacher, que completa 50 anos de idade neste dia 3 de janeiro, a mulher do ex-piloto alemão, Corinna, usou as redes sociais para mandar uma mensagem aos fãs.

Segundo o texto, a família de Michael Schumacher está “fazendo tudo que é humanamente possível para ajudá-lo” e pediu privacidade. Ele se recupera de um grave acidente de esqui sofrido no final de 2013, na França.

“Estamos satisfeitos e agradeço de forma sincera por podermos celebrar o 50º aniversário de Michael com ele e com a gente”, disse Corinna Schumacher .

“Vocês podem ter certeza de que ele está em boas mãos e estamos fazendo tudo o que é possível para ajudá-lo. Por favor, entendam se seguirmos os desejos de Michael e deixarmos um assunto tão sensível como é a saúde na privacidade. Ao mesmo tempo, agradecemos o companheirismo e desejamos um feliz e saudável ano de 2019”, continuou.

“Por favor, entendam se seguirmos os desejos de Michael e deixarmos um assunto tão sensível quanto a saúde, como sempre, em privacidade. Ao mesmo tempo, agradecemos muito o companheirismo e desejamos a todos um ano de 2019 feliz e saudável”, concluiu a mulher de Schumi

Desde o acidente, muito pouco se sabe sobre o estado de saúdo do heptacampeão da Fórmula 1 . A sua real condição é um segredo guardado a sete chaves pelos familiares, que pretendem preservar ao máximo a imagem do ex-piloto alemão.

O que sabemos, ao certo, é que Schumi faz tratamento intensivo em sua casa, na Suíça, com equipe médica e fisioterápica disponíveis 24 horas por dia. Após o acidente, ele passou seis meses internado em Grenoble, na França, depois passou três meses na cidade suíça de Lausanne, até ir para casa, em 2014.

Recentemente, o arcebispo alemão Georg Gänswein deu algumas pistas sobre as reais condições de Michael Schumacher após fazer uma visita ao ex-piloto da Fórmula 1 em sua residência, na Suíça, em 2016.

Gänswein sugeriu em entrevista ao diário “Bild” que Schumi está em estado vegetativo , sem se comunicar com as pessoas e com poucos movimentos. Porém, consciente do que acontece ao seu redor.

Alguns dias depois, o jornal britânico “Daily Mail” trouxe a revelação de que o ídolo da F1 havia deixado o estado de coma, sem a necessidade de respirar por aparelhos. Ainda, porém precisando de cuidados intensivos de enfermagem, que custariam cerca de 50 mil libras por semana (cerca de R$ 250 mil).

O fato é que apenas pessoas próximas à Michael Schumacher sabem como o ex-piloto está. E a tendência é que a sua família siga evitando qualquer tipo de informação à imprensa no ano de 2019.