10 nutrientes essenciais para que sua tireoide funcione corretamente

Somos muitos que não dão importância ao funcionamento da glândula tireoidea até que comece a ser um problema. E, no entanto, esta pequena glândula desempenha um papel muito importante no bom funcionamento do nosso corpo. É por isso que devemos cuidar disso, especialmente consumindo alimentos que possam contribuir para sua boa saúde.

Mas antes de saber quais são os melhores alimentos que podemos consumir para o melhor funcionamento da glândula tireoidea, lembre-se quais são os principais distúrbios ligados a estas glândulas importantes.

O hipotireoidismo refere-se a uma diminuição da atividade da glândula, que se manifesta com os seguintes sintomas:

– Fadiga, – Depressão, – Aumento de peso.- Pele seca.- Queda de cabelo.- Intolerância ao frio.

O hipertireoidismo tem a ver com uma alta secreção de hormônios pela glândula tireóide que leva a uma aceleração do metabolismo acompanhada de distúrbios a nível orgânico, tais como:

– Aumento do estado nervoso.- Insônia.- Intolerância ao calor.- Perda de peso.- Palpitações.- Tremores.- Fraqueza

Para a produção ideal de hormônios tireoidianos ativos, a tireoide precisa de minerais como iodo, selênio, zinco, magnésio e também vitaminas B e aminoácidos, como a L-tirosina.

Iodo: o iodo é parte integrante dos hormônios tireoidianos e, portanto, indispensável para sua produção. A falta de iodo, mesmo quando é leve, pode abrandar a função e, eventualmente, levar à aparência de um bocio (aumento do volume da glândula tireóide), em casos muito graves.

Selênio: o selênio é um composto químico necessário para a atividade biológica de uma proteína que favorece a conversão pelo fígado, rins, sistema nervoso central, numerosos tecidos periféricos e hormônio da tireoide tireoide T4 pouco ativo no hormônio T3, o mais ativo As deficiências de selênio ou mesmo o envelhecimento podem levar a uma redução na conversão de T4 em T3 e sinais de hipotireoidismo mesmo quando a passagem clássica de TSH no sangue está em valores normais.

Zinco: Como o selênio, o zinco pode desempenhar um papel na conversão do T4 em T3, o hormônio ativo.

Ferro: O ferro é também um composto químico necessário para a atividade biológica de uma proteína envolvida na atividade da enzima tireoxid de peroxidase, na conversão de T4 em T3 e na quantidade de T3 ligada ao transportador.

Os melhores alimentos para a saúde das glândulas tireóideas.

Para evitar problemas no nível da tireóide, é essencial adotar uma dieta rica em nutrientes para contribuir para o bom funcionamento da glândula. Quais são esses alimentos?

Alimentos ricos em iodo.

A falta de iodo pode causar problemas de tireóide difíceis de controlar. Consumir mais alimentos ricos em iodo pode estimular o funcionamento da tireóide. Estas são algumas fontes naturais de iodo.

– Ovos. – Thistles.- Zapallo.- Sementes de gergelim.- Frutos do mar.- Amêndoa do mar. – Moluscos.- Atum. – Salmão.- Cogumelos. – Sal fortificado em iodo.

Alimentos ricos em fibras.

A fibra também permite regular a função metabólica para evitar o aumento de peso causado pelo hipotireoidismo. As fibras melhoram a digestão, controlam os níveis de insulina no sangue e proporcionam uma sensação de plenitude. Alguns exemplos:

– Aveia.- Arroz integral.- Brócolis. – Maçã.- Milho. – Abacate (abacate).- Lentilhas.- Pêra.

Carnes magras

O consumo de carnes magras é adequado para todos os tipos de dietas, incluindo aqueles para pessoas com problemas de tireóide. Os alimentos a serem privilegiados são:

– Frango.- Carne. – Turquia.- Coelho.

Alimentos ricos em vitaminas.

Esses alimentos permitem melhorar o funcionamento da tireóide. Os alimentos recomendados são principalmente aqueles que fornecem vitamina A, C, E, B2, B3 e B6 como sendo:

– Citrus.- Cereais. – Sementes e grãos.- Levedura de cerveja.- Arroz.- Salvo.- Amendoim (amendoim).- Cogumelos

Alimentos ricos em zinco.

O nível de zinco no corpo é sempre afetado em casos de excesso de hormônios tireoidianos.

A melhor solução é fornecer boas doses para o corpo consumindo alimentos que ajudem a combater as dificuldades glandulares. Alimentos ricos em zinco são:

– Ostras.- Germe de trigo.- Salvo.- Cordeiro.- Ginger.- Frutos secos.- Ervilhas (ervilhas).

Todos esses alimentos podem influenciar positivamente a saúde da glândula tireoidea, mas se você suspeitar da presença de doença da tireóide, é melhor consultar um profissional para obter um diagnóstico e um tratamento adaptado.

Outras informações a serem consideradas.

Muitos produtos interferem com os nutrientes essenciais para a função ideal da glândula tireoidea.

– O flúor, que tem características comuns com iodo, pode comprometer significativamente a produção de hormônios tireoidianos.

– O flúor está presente em vários medicamentos com o objetivo de prolongar a duração do efeito: antidepressivos (que também são freqüentemente prescritos em caso de hipotireoidismo funcional), antibióticos, anestésicos, radioisótopos e podem até ser encontrados na água, certos sais de cozinha, bem como em quantidades de produtos de consumo habitual: pasta de dentes, revestimento de teflon de utensílios de cozinha, etc.

Assim, qualquer pessoa com disfunção tireoidiana deve começar examinando detalhadamente as causas desse desequilíbrio hormonal.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.